Artistas mulheres na América Latina (ou o que nos une?)

10/03

quarta

das 9h às 12h

Nesta oficina, dividida em dois momentos, vamos começar a desbravar as noções de pertencimento e território, língua e comunidade, história e violência que atravessam a ideia opaca e amorfa do que é América Latina. Por meio de uma revisão histórica, vamos discutir o que nos aproxima e o que nos separa, partindo da análise da obra de três artistas mulheres fundamentais para a construção de novas histórias da arte no continente.

Público-Alvo

Artistas, professores, pesquisadores e interessados em geral.

30 vagas

com Julia Lima

Julia Lima é curadora e pesquisadora. Participou da Summer School do Courtauld Institute em Londres, em 2009, e graduou-se em “Arte: História, Crítica e Curadoria” pela PUC-SP. Integrou o Núcleo de Pesquisa e Curadoria do Instituto Tomie Ohtake e foi júri de diversas premiações, incluindo o Prêmio EDP. Foi curadora da 2ª edição do programa de residência do Adelina Instituto e das coletivas “Eu queria ser lida pelas pedras”; “Formas de Voltar para Casa”; “Ministério da solidão” e "Bandeira branca, amor". Também curou as individuais de Kitty Paranaguá (MCB), Felippe Moraes (FIESP), Élle de Bernardini e Bruno Novaes. Atualmente conduz a pesquisa "Elas Estão Aqui" – uma reescrita da história da arte por artistas mulheres –, dá cursos de história da arte, colabora com veículos especializados, e realiza acompanhamento de artistas.